Inquietaria

Como viajar o mundo me ensinou que é possível fazer o que ama

Tempo de leitura

A história toda começa na ilha de Malapascua, nas Filipinas. Conhecido por ser um dos únicos lugares do planeta onde se pode fazer mergulho com os chamados Tresher Sharks, o local foi devastado pelo Tufão Yolanda em 2013 e se recuperou totalmente nos últimos 3 anos.

Eu tinha acabado de tirar a minha certificação de mergulho inicial, e fui pra lá justamente pra tirar a certificação avançada e fazer o mergulho com esses tubarões. Mas é claro que um lugar com uma história tão especial deixaria uma marca em mim.

No primeiro dos três dias de curso, fizemos um mergulho em um ponto a mais ou menos 50 minutos distante da costa. Nesse meio tempo até chegarmos lá conheci o francês Joe, um dos instrutores do barco que estava na ilha há 6 meses, já tendo passado por Honduras, Egito, Indonésia e Malásia na sua carreira de mergulhador.

Algo muito comum no meio do mergulho é que em qualquer viagem feita os participantes geralmente trocam recomendações de bons lugares para mergulhar ao redor do mundo, e como sou muito curioso, fiz essa pergunta pro Joe. Logo no início da resposta dele percebi que algo diferente viria dali.

Ele começou: “eu me apaixonei pelo mergulho em 2011. Estava fazendo um mochilão pela América Central e quando cheguei em Honduras, alguns amigos estavam querendo tirar a certificação inicial e eu meio que fui na onda deles. Long story short, após dez dias fazendo quatro mergulhos por dia, eu já tinha tirado a certificação inicial, avançada e de salvamento. Só faltava a de trabalho pra que minha vida fosse mudada completamente pelos próximos anos.”

O ambiente de trabalho do Joe... como não se apaixonar por este "escritório"?

O ambiente de trabalho do Joe… como não se apaixonar por este “escritório”?

Eu, meio que desacreditado de ter ouvido tudo aquilo (já que geralmente essas certificações são tiradas depois de um determinado intervalo de tempo entre uma e outra, por questão de acúmulo de experiência), continuei ouvindo sem saber o que vinha adiante. Ele continuou:

“Depois desses dez dias muito intensos, minha grana acabou. Mas eu sabia que toda a experiência não. Por isso, liguei pra minha família na França e falei pra eles venderem tudo o que eu tinha. Carro, roupas e outras coisas mais fúteis que a gente vai acumulando ao longo da vida. Eles acharam que eu tava meio louco, mas fiz valer a minha vontade e eles me enviaram o dinheiro alguns dias depois. Investi tudo o que eu tinha no último curso, pra poder começar a trabalhar com isso. Uma viagem por Honduras que era pra durar dez dias, se transformou em um período de um ano e meio com uma nova profissão. Aquele lugar mudou a minha vida.”

Tá bom, a história toda é linda e muito inspiradora. Mas por quê um texto sobre mergulho num blog sobre trabalho e carreira?

Você provavelmente já ouviu a frase “faça o que você ama e não precisará trabalhar um só dia da sua vida”. Sempre achei que essa frase era meio balela e nunca tinha encontrado alguém que realmente vivesse isso ao pé da letra. Depois da conversa com o Joe e a vivência com outros mergulhadores, descobri que isso na verdade é mais uma regra do que a exceção nesse mundo. É surreal a paixão pela atividade do mergulho que essas pessoas trazem consigo. Desde o círculo de amigos até a programação das férias, tudo gira em torno de encontrar um lugar que vai oferecer uma excelente experiência que vai poder ser contada pros amigos com o maior entusiasmo do mundo.

E, acredite você ou não, pessoas normais como eu e você também têm paixão pelo que fazem. Você não precisa virar mergulhador, artista ou largar tudo de uma hora pra outra na vida pra encontrar a sua paixão. Tá duvidando? Nós aqui da 99jobs fizemos até uma websérie sobre isso! Olha aqui:

Nossa vida é um retalho das experiências que acumulamos. Pode ser que hoje você não esteja no trabalho que considera o dos sonhos, mas com certeza já aprendeu alguma coisa que é importante pra você e pro mundo. Na hora certa, com consciência e preparado, a tomada de decisão rumo ao que você acredita que é melhor pra você vai acontecer naturalmente. As oportunidades aparecem, fazer a nossa parte é nos prepararmos (seja com cursos, conhecendo pessoas ou aprendendo de uma maneira mais ampla) para conseguirmos aproveitá-las da melhor maneira possível.

Teste, aprenda, experiencie. E no fim, faça o que você ama 🙂

Descubra o que você ama

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
6

Tags:

Cuida de comunicação e conteúdo na 99jobs, acha estranho falar dela mesma na 3ª pessoa (ué, acho mesmo), sabe de tudo (ou procura no Google) e adora ficar nesse eterno gerúndio 24/7 chamado internet!

Espalhe

Warning: file_get_contents(): php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home1/ninenine/public_html/inquietaria/wp-content/plugins/sharify/admin/sharify_count.php on line 24

Warning: file_get_contents(http://urls.api.twitter.com/1/urls/count.json?url=http://inquietaria.99jobs.com/como-viajar-o-mundo-me-ensinou-que-e-possivel-fazer-o-que-ama/): failed to open stream: php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Name or service not known in /home1/ninenine/public_html/inquietaria/wp-content/plugins/sharify/admin/sharify_count.php on line 24


Queremos te conhecer melhor. Topa responder 4 perguntas sobre quem é você?

Leva só 1 minuto e 46 segundos :)