Inquietaria

Aos 37 anos, ele já visitou todos os países do mundo sem pedir demissão do trabalho

Tempo de leitura

Quem aí não aguenta mais ouvir histórias do tipo “largou tudo e foi viajar o mundo”?

Claro que essas histórias são legais, e super apoiamos a idéia de você sair por aí fazendo o que ama – seja viajar, pular de paraquedas, fazer um curso bacana, trocar de emprego, etc.

Mas muitas vezes quem ama viajar e não pode (ou não quer) largar tudo, fica com a impressão de que viajar o mundo é um sonho impossível e exclusivo para poucos sortudos. E não, não é.

A gente já publicou por aqui algumas opções, como trabalho remoto ou usar viagens para aprender mais sobre a sua profissão. E para desmistificar ainda mais essa questão, a história de hoje é a do norueguês Gunnar Garfors.

Jordânia

Gunnar tem um título invejado por muitos: aos 37 anos, ele se tornou a pessoa mais jovem a pisar em todos os países do mundo – são 198, entre países e territórios. Sabe quantas vezes ele pediu demissão para fazer isso? Nenhuma. Ele fez questão de manter seu trabalho na Norwegian Broadcasting Corporation (NRK), e encontrou uma maneira de conseguir viajar sem ter que sair da empresa.

Ele conta que na Noruega as pessoas tem direito a cinco semanas de férias, além de duas semanas de feriados nacionais. Ele aproveitou quase todos esses momentos para viajar, além de usar finais de semana e folgas. Ele acredita que planejamento é fundamental para resolver a questão de falta de tempo ou de dinheiro. Segundo ele, para viajar o mundo é preciso ser determinado. E para isso, economizar é o segredo. A partir do momento que isso se torna uma prioridade, não é tão difícil assim.

“É claro que nem todo mundo pode bancar uma viagem, mas com um pouco de planejamento isso pode ser possível. Usar serviços como o couchsurfing (um site onde você pode se cadastrar e buscar hospedagem na casa das pessoas de graça), comprar comida no mercado ao invés de comer fora todos os dias e evitar viajar em alta temporada ou só de avião são coisas que podem ajudar a otimizar o orçamento”

Com tantas viagens, não faltam histórias para contar…

Como o dia que ele quase não conseguiu voltar para o Iran após cruzar a fronteira com o Afeganistão. Não foi tão fácil convencer os iranianos que ele estava no país como turista, e não como espião.

afghan_iranDSC00613

E as dificuldades diplomáticas não pararam por aí. O país mais difícil de entrar foi a Eritreia, um país africano vizinho da Etiópia e do Sudão. Seu visto de entrada foi negado várias vezes…

Screen Shot 2015-08-17 at 2.53.11 PM

Outro episódio curioso foi quando uma amiga tirou uma foto dele usando uma burca. A surpresa foi quando, dias depois, a mesma foto apareceu na capa de um jornal francês em uma matéria sobre as mulheres afegãs…

Screen Shot 2015-08-17 at 2.54.45 PM

Dá uma olhada nos registros que ele fez por aí:

-Turquia

Screen Shot 2015-08-17 at 3.29.27 PM

-Namíbia

press_gun18

-República Dominicana

41

-Butão

DSC00297

-Chile

press_gun23

-Venezuela

09

-Marrocos

20

-E finalmente Cabo Verde, o 198º país

cabo04

Para quem gostou da história, ele lançou um livro para contar suas aventuras, além de manter um site sobre viagens.

Fotos: Reprodução

Encontrar o trabalho dos sonhos

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Tags:

Cuida de comunicação e conteúdo na 99jobs, acha estranho falar dela mesma na 3ª pessoa (ué, acho mesmo), sabe de tudo (ou procura no Google) e adora ficar nesse eterno gerúndio 24/7 chamado internet!


Queremos te conhecer melhor. Topa responder 4 perguntas sobre quem é você?

Leva só 1 minuto e 46 segundos :)